Ministério Casa do Pai - Missionária Kelsie [Pregação]






João Batista era radical em Deus, ele tinha autoridade e tinha vários discípulos. O que ele fazia não era para tirar a atenção de Jesus, era para preparar o caminho para Jesus.
Na cultura hebraica enquanto o noivo estava afastado se preparando para o casamento, construindo sua casa, o amigo do noivo tinha a função de estar com a noiva e falar do noivo para ela. O amigo do noivo gerava uma expectativa para a noiva. Ele podia roubar a atenção da noiva para ele mesmo, mas não era isso que ele fazia.
A igreja também é a amiga do noivo, pregamos o evangelho, falamos bem de Jesus e buscamos preparar a noiva para chegada do noivo.  Nossa tarefa é dar toda atenção a Jesus, por isso precisamos conhecer muito bem o noivo.
Como podemos falar do noivo se não o conhecemos?
O lugar onde conhecemos o Senhor e sabemos os segredos de seu coração é na Intercessão, na adoração. Antes que João Batista nascesse, quando ele ainda estava na barriga de Isabel, sua mãe se encontrou com Maria, que também estava grávida de Jesus, e João Batista se mexeu no ventre de Isabel reconhecendo que ali estava o Senhor, ele já reconhecia o criador.
Temos que reconhecer o Senhor como nosso amigo. Ele não é afastado, distante, ele quer te conhecer também.
O que é um amigo? Quem iria entregar e render sua vida por você?
Jesus é o nosso amigo!
Todos nós somos jovens, temos sonhos, mas não há nada melhor do que conhecer Jesus.
Em João 17 fala que antes de Jesus ir para cruz ele disse que iria, mas tinha um último pedido: eu quero eles perto de mim. Vai valer a pena que você esteja com Jesus. Quando Ele foi crucificado e apanhou Ele disse que valeria a pena por nós. É a nossa função como igreja de apresentar Jesus. Ele nos deu uma ferramenta para isso, a Intercessão. O lugar que você receberá o coração de Jesus é quando você se põe na frente Dele. A Intercessão é essa troca divina.
Pedir ao Senhor o coração Dele para os perdidos e assim Ele fará. Jesus ama compartilhar o coração Dele conosco. Jesus não quer separação entre nós e Ele, o que Ele quer é andar conosco.
Em Genesis quando houve a queda do homem, aconteceu que foi criada uma separação entre o homem e Deus, mas Jesus morreu na cruz para haver essa junção novamente.
Você quando corteja, ama sua corte, não a trata com distancia, deixando tudo para depois. Assim é com Jesus, temos que querer Ele por perto. Deus nos deu ferramentas para conhecer o mais íntimo de Seu coração. O Senhor fala que devemos busca-lo para conhecê-lo e receber mais de Deus.
Intercessão e adoração tem tudo haver com conhecimento de Deus.
Deus quer que nós o adoremos em espírito e em verdade. Só podemos fazer isso se o conhecermos bem, se houver Intercessão para gerar relacionamento com o Senhor.
2 Corintios 10:4-12
Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas;
Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo;
E estando prontos para vingar toda a desobediência, quando for cumprida a vossa obediência.
Olhais para as coisas segundo a aparência? Se alguém confia de si mesmo que é de Cristo, pense outra vez isto consigo, que, assim como ele é de Cristo, também nós de Cristo somos.
Porque, ainda que eu me glorie mais alguma coisa do nosso poder, o qual o Senhor nos deu para edificação, e não para vossa destruição, não me envergonharei.
Para que não pareça como se quisera intimidar-vos por cartas.
Porque as suas cartas, dizem, são graves e fortes, mas a presença do corpo é fraca, e a palavra desprezível.
Pense o tal isto, que, quais somos na palavra por cartas, estando ausentes, tais seremos também por obra, estando presentes.
Porque não ousamos classificar-nos, ou comparar-nos com alguns, que se louvam a si mesmos; mas estes que se medem a si mesmos, e se comparam consigo mesmos, estão sem entendimento.
Paulo diz que as armas que nós lutamos não são do mundo, são as armas poderosas de Deus. Nossa tarefa é derrubar o que vem contra ao conhecimento de Deus. Devemos buscar Jesus como se procura ouro e prata.
O “Ihop” tem adoração 24 por 7 que se renova o tempo todo.
Por que precisam orar tanto? Por que não vão para lugares inalcançados? Esse mundo aparenta cada vez pior, será que vale a pena essa oração? Isso é o que a igreja precisa, conhecer o Senhor, saber quem Ele é, compartilhar o que Ele quer, comunhão, fazer o coração queimar e ai sim irem para as nações cheios do que Deus quer. Precisamos primeiro sabe o que Ele quer que façamos. A realidade que veio um homem e morreu por nós isso sim tem que ser realidade na minha vida. Precisamos nos esforçar em conhecer o Senhor e ele trabalhará em nós. Pessoas saem em nome de Jesus, mas não o conhecem pessoalmente.

Tal é a geração que conhecem o seu rosto, que não querem esse mundo. Devemos ser como Maria de Betânia que sentou aos pés de Jesus, ela escolheu a melhor parte. Que nós possamos ser essa geração que o busca, que só Ele é digno que receber nosso sacrifício. A bíblia fala em vários versículos que Ele nos convida a conhecer seu rosto. Por isso a real importância da intercessão.